Noticias

Notícias > 2024 > Prevcom-MG apresenta balanço de 2023 em reunião na Secretaria de Fazenda

Prevcom-MG apresenta balanço de 2023 em reunião na SEF

Entidade anunciou que o Prevplan atingirá o ponto de equilíbrio em 2024, antecipando em três anos a meta

4/30/24 4:30:00 PM

2024.04.30_prevcom_siteReges Moisés, Luiz Claudio Gomes, Marcelo Brito e Armando Quintão Bello

O secretário de Estado de Fazenda, Luiz Claudio Gomes, e o chefe de gabinete da SEF, Reges Moisés, receberam na tarde dessa segunda-feira (29/4), na Cidade Administrativa, a alta gestão da Prevcom-MG. A entidade, que administra o plano previdenciário complementar para servidores públicos, solicitou a reunião para apresentar o relatório anual de 2023, com o objetivo de dar transparência aos trabalhos realizados.

“A previdência complementar é uma política pública importante para as finanças do Estado e, principalmente, para os servidores, que veem nela a garantia do benefício previdenciário. É uma política pública, mas também de investimento pessoal”, pontuou o secretário Luiz Claudio sobre a importância da transparência dos dados.

O presidente da Prevcom, Armando Quintão Bello, ressaltou que a prestação de contas – que é publicada no site da entidade – é o que diferencia a entidade de um fundo fechado, pois os servidores têm todas as informações disponíveis para análises.

“Essa reunião é emblemática, porque a Prevcom está comemorando, em 29/4, dez anos de existência. Viemos trazer os resultados, o balanço de 2023. Também trouxemos a boa notícia de que, em breve, nós vamos comemorar o ponto de equilíbrio do plano atual, o Prevplan. Nós adiantamos essa meta em três anos, já que a previsão seria chegar ao ponto de equilíbrio em 2027”, contou Bello.

Também esteve presente à reunião o presidente do Conselho Deliberativo da Prevcom, Marcelo Barroso Lima Brito.

O relatório pode ser acessado no endereço https://www.prevcommg.com.br/portal-da-transparencia/.

Previdência complementar
A Prevcom foi criada pelo Estado de Minas Gerais com a finalidade de administrar e executar planos de benefícios previdenciários para os servidores públicos estaduais titulares de cargos efetivos, bem como membros da magistratura, do Ministério Público e da Defensoria Pública estaduais, além dos conselheiros do Tribunal de Contas.

A entidade é fiscalizada pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.